21 janeiro, 2011

João Villaret | Memória

50 anos da sua morte
(21 de Janeiro de 1961 - 21 de Janeiro de 2011)

João Henrique Pereira Villaret, nasceu em Lisboa no dia 10 de Maio de 1913 e faleceu em Lisboa a 21 de Janeiro de 1961.
Actor, encenador e inesquecível declamador português, frequentou o Conservatório Nacional de Teatro, fez parte do elenco da Companhia de Teatro “Amélia Rey Colaço-Robles Monteiro, integrando mais tarde, a Companhia Teatral “Os Comediantes de Lisboa”. Teve uma interpretação magnífica na peça "Esta Noite Choveu Prata” (1954), do brasileiro Pedro Bloch.
Tamém se destacou no cinema, onde surge nalguns filmes da década de quarenta/cinquenta: “O Pai Tirano”, “Frei Luís de Sousa” e “O Primo Basílio” de António Lopes Ribeiro, “Inês de Castro” e “Camões” de Leitão de Barros, “Três Espelhos” de Ladislao Vadja.
Mais conhecido como declamador de autores portugueses, aproveitou o aparecimento da televisão, nos anos 50, para transmitir a experiência que tinha adquirido no teatro, no cinema e nos programas radiofónicos. Célebres, as suas interpretações plenas de paixão e na arte de bem dizer, tais como: “Procissão”, de António Lopes Ribeiro; “Cântico Negro” de José Régio, “O Menino de Sua Mãe”, de Fernando Pessoa e muitos outros poemas, onde se pode ouvir a sua belíssima e vibrante voz.

Pela sua originalidade, “Fado Falado”,de Aníbal Nazaré e Nelson de Barros, onde se misturam a palavra falada e a palavra musical, numa interpretação plena de dramatismo. (wikipédia)

Ouçam!


0 comentários:

Related Posts with Thumbnails