10 janeiro, 2017

Tarde de Poesia - 18 de dezembro


“Natal em Anadia, 2016” não esqueceu uma das sete artes tradicionais, através da qual a linguagem humana é utilizada com fins estéticos e em que tudo pode acontecer, dependendo da imaginação do autor como a do leitor:  Poesia.
Foi pois, em 18 de dezembro, que na Praça do Município na tenda existente para as atividades constantes no “Anatália”, que as nossas alunas aqueceram aquele fim de tarde de invernia: Francisca Vieira leu com emoção frases poéticas sobre a época natalícia da autoria de seus colegas (turma de 3º e 4ºano). Ana Fadiga, do 6º ano, declamou um lindo poema sobre a Paz produzido por si e o 3º ciclo esteve representado por Marta Mota, Catarina Oliveira e Júlia Trancho que encantaram pela sugestiva interpretação poético musical. As sus vozes afinadas souberam transmitir o texto em Inglês, pois a letra de uma canção também é Poesia.
Os aplausos foram bem merecidos!
video

Noémia Mª Machado Lopes (Professora Bibliotecária)

05 janeiro, 2017

Feira Municipal do Livro - 2016

No dia 12 de dezembro, os alunos do 1º ciclo e das turmas de 5º, 6º e 7º anos da nossa escola visitaram a Feira do Livro, na Biblioteca Municipal de Anadia, tendo o privilégio de contactar com o Escritor, Carlos Baldaia e o seu livro “Quatro Patas”.


Um agradecimento à Câmara Municipal que deslocou os alunos em autocarro, duas turmas de cada vez. E foram mais de 100 alunos que aproveitaram este contacto direto com uma tão grande variedade de livros, tendo ainda a possibilidade  de assistir à apresentação de uma obra literária, travando diálogo com o escritor que a escreveu.





A história deste quatro patas – que pode ser qualquer animal e não apenas um cão –surge como “um hino à amizade e à união entre uma família, já de si cúmplice e feliz, onde a presença do cão no seu seio familiar traz ainda mais vida, mais alegria e um maior sentido à vida”.





Esta atividade faz parte do plano de trabalho da Rede de Bibliotecas de Anadia (RBA), na qual a nossa Biblioteca Escolar está inserida.



Noémia M. Lopes (Professora Bibliotecária)

05 dezembro, 2016

25 novembro, 2016

video
Encontro com a Escritora Joana Estima 
Os alunos do Centro Escolar de Paredes do Bairro e da Escola do 1º ciclo de Poutena, receberam no dia 21 de novembro a visita da Escritora Joana Estima, que os deliciou com a leitura de excertos de dois dos seus livros: “As Pegadas Misteriosas” e “O Elefante que não queria dormir”. Dois contos, cujas personagens são os animais que povoam os sonhos infantis e que fazem com  que as crianças se tornem mais amigas da Natureza e compreendam melhor a necessidade do bem dormir para a sua aprendizagem escolar.
Joana Estima apresentou também outro dos seus livros “À Tua Volta: As Energias Renováveis”, uma obra focada no ambiente e na forma como este pode ser aproveitado pelo Homem, sem os impactos nocivos e poluentes das energias tradicionais.
Sabias que podes obter energia através do Sol, do vento, das ondas do mar ou do calor proveniente do interior do planeta? É o que a Matilde, a Mariana, o Bento e o Tomás vão descobrir com a ajuda da dona Inês, a velhinha mais simpática que eles conhecem, do senhor Jaime e da professora Beatriz. Estes quatro amigos vão aprender a utilizar um compostor, a transformar girassóis em combustível para camionetas e a modificar pequenos aspetos em casas para poupar energia e torná-las mais confortáveis.
Acompanhou-a nesta apresentação da sua obra infanto-juvenil, a Professora Bibliotecária...
Noémia Mª Machado Lopes

11 novembro, 2016

Palestra e visita à exposição fotográfica sobre a Guerra Colonial

                  No dia 12 de outubro, as turmas de 6º ano da Escola Básica de Vilarinho do Bairro deslocaram-se à Biblioteca Municipal de Anadia para assistirem a uma palestra/exposição sobre "A Guerra Colonial".
Inserindo-se este tema no programa da disciplina de História e Geografia de Portugal, e sendo manifesta a falta de conhecimento dos nossos jovens sobre uma guerra que afetou o nosso país entre 1961 e 1974, esta palestra, gentilmente realizada pelos ex-combatentes,  Joaquim Gaspar, José Girão e Mário Santos, revestiu-se de muita importância.
Com um interesse atento e civilizado, os nossos alunos ficaram a saber que  o período de confrontos entre as Forças Armadas Portuguesas e as forças organizadas pelos movimentos de libertação das antigas províncias ultramarinas de AngolaGuiné-Bissau e Moçambique, causou inúmeros mortos e amputados. 
Os soldados vítimas da guerra  tornaram-se uma das faces mais visíveis das consequências do conflito. Os hospitais militares eram um refúgio e um depósito onde a sociedade mantinha longe da vista os corpos amputados. Muitos ficaram na miséria,  sem direito a assistência médica ou quaisquer regalias sociais. No sentido de apoiar estes ex-combatentes e valorizar a sua participação na defesa de uma ideologia, foi criada a ADFA (Associação dos Deficientes das Forças Armadas) que teve como primeiro ato a apresentação  de um conjunto de princípios reivindicativos, que possibilitavam a prestação de serviços de apoio aos associados, desde os processos burocráticos e administrativos, aos cuidados de saúde, reabilitação física e integração social. Esta associação conta com mais de 13 500 associados e continua a ser uma fundamental base de apoio para os ex-combatentes e família.
Finalizada a palestra, os alunos puderam colocar as suas dúvidas, que foram simpaticamente esclarecidas pelos palestrantes, seguindo-se a visita à exposição, onde os jovens apreciaram imagens comprovativas do que ouviram.
Agradecemos a disponibilidade e a simpatia dos representantes da ADFA, memória viva do que aconteceu e crucial para os que querem saber.

Margarida Moura (Professora de Português na EBVB)

10 novembro, 2016

07 novembro, 2016

Mês Internacional da Biblioteca Escolar

 


17 a 21 de outubro, “Leia + e coma Melhor! - "Dia Mundial da Alimentação", também na nossa Biblioteca - por cada livro requisitado, uma peça de fruta. E foram muitos os alunos que requisitaram livros, comeram fruta e levaram consigo um dos diversos marcadores de livros produzidos através da  criatividade de um Colega da equipa da Biblioteca. Este momento de sensibilização teve como objetivo os benefícios de uma alimentação saudável associada  aos benefícios da leitura.

E os marcadores de livros que a biblioteca ofereceu para assinalar o “Dia Mundial da Alimentação”? Olha, eu requisitei um livro e comi uma banana. Podia ter escolhido uma maçã ou uma pera, mas gosto mais de bananas. Também li no placard, “Leia + e Coma Melhor!”. A partir de agora vou ler mais e comer mais fruta, para ficar mais inteligente!

 Fonte: texto emitido pelo “RCP Bairrada Primeiro” e lido por duas alunas do 4º ano da nossa escola.

Noémia Mª Machado Lopes (Professora Bibliotecária)

03 novembro, 2016

Related Posts with Thumbnails