21 março, 2007

Dia Mundial da Árvore e da Poesia


Árvores
Árvores negras que falais ao meu ouvido,
Folhas que não dormis, cheias de febre,
Que adeus é este adeus que me despede
E este pedido sem fim que o vento perde
E esta voz que implora, implora sempre
Sem que ninguém lhe tenha respondido?

Sophia de Mello Breyner Andresen

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails